Saiba e entenda como diferenciar fissuras, trincas e rachaduras

Sempre que encontrar uma fissura, trinca e rachadura na parede, você deve ter cuidado. As rachaduras são geralmente apenas superficiais, mas também podem indicar problemas estruturais graves.

Embora este seja um aviso importante, muitas pessoas não estão cientes dos riscos, e talvez seja por isso que elas não se importam muito quando veem rachaduras.

Você já pensou que uma falha estrutural pode derrubar a casa? Mas como saber quando a trinca é superficial e inofensiva? E quando ligar o alerta máximo para o perigo de uma rachadura estrutural? Saiba e entenda diferenciar fissuras, trincas e rachaduras.

Não é que toda a rachadura seja um risco estrutural grave, mas em problemas estruturais geralmente aparecem rachaduras e deformações.

Elas são indicadores de risco especialmente quando vão aumentando com o tempo. Rachaduras em elementos estruturais (laje, viga, pilar, fundação) são bem preocupantes. Não ignore esses avisos.

Diferenças

Cada um chama de um jeito, mas existe um fator de gravidade e uma diferença entre fissura, trinca e rachadura. A fissura é uma abertura fina, alongada e superficial, que geralmente atinge a pintura e o revestimento.

As trincas já atingem a estrutura da parede, podendo afetar a segurança da casa. As rachaduras têm aberturas maiores, mais profundas e acentuadas. Às vezes você vê ou sente entrar luz, água ou vento por suas frestas.

Não importa o nome que você dê, o importante é ficar atento à gravidade do problema.

Riscos

Se não tratadas, as trincas, fissuras e rachaduras podem comprometer a estrutura do imóvel, com riscos até de desabamentos parciais ou colapso da construção, em casos mais graves. E não é apenas o tamanho da abertura a responsável por identificar a gravidade da patologia. Às vezes uma abertura pequenininha é mais perigosa do que uma brecha.

A direção da abertura é outro ponto que deve ser avaliado. Trincas, fissuras e rachaduras horizontais ou verticais não costumam estar relacionadas a problemas estruturais do imóvel e geralmente têm como agentes causadores a dilatação térmica, infiltração ou sobrecargas existentes na estrutura do imóvel.

As aberturas com ângulo de 45° são as mais preocupantes, pois podem ser decorrentes de recalque [afundamento parcial] da fundação. Elas podem aparecer nas paredes, vigas, lajes ou pilares e, quando forem grandes, significar que o recalque já afetou a estrutura do imóvel.

Como solucionar?

O primeiro passo para eliminar uma fissura, trinca ou rachadura com segurança é identificar o que está causando a abertura. Para isso, o proprietário ou o morador deve contratar um engenheiro habilitado junto ao Conselho Regional de Engenharia e Agronomia, capaz de avaliar se se trata ou não de um problema estrutural e o que será necessário executar para frear e corrigir a patologia.

Quando o corpo dá algum sinal devemos procurar um médico. Com o imóvel acontece o mesmo. A trinca e a fissura são os sinais que ele dá.

Via: Gazeta do Povo e Zap em Casa

Para tirar duvidas e saber mais entre em contato conosco!

Endereço: Rua Orenoco, 51/302 – Carmo – Belo Horizonte

 

 



Deixe um comentário

Open chat